entradas recentes ▼

Marilisa Mesquita


caged


De seu nome Marilisa, nasceu em 1986 (um bom ano de colheita) numa cidade longínqua no norte de Portugal, uma criatura castiça e peculiar.
Cresceu num jardim de papoilas, entre folhas de papel e lápis de cor, rodeada de bichos mais ou menos estranhos.
Desde que lhe foi concedida a chamada memória, que se lembra de passar os dias a desenhar e a imaginar.
Em 1999 imigrou mais para sul; os horizontes abertos de campos verdes e o chilrear dos passarinhos foram trocados por caixas de betão que limitam o olhar.
Entre 2005 e 2009 esteve enclausurada nas catacumbas da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa. Quando viu a luz do sol era já uma Sra. escultora.
Embrenhou-se logo de seguida num projecto pioneiro - o Mestrado de Anatomia Artística da FBAUL - que, segundo as mais optimistas previsões, será finalizado em 2011.
Vive, estuda e tenta trabalhar no espaço físico da cidade de Lisboa, mas o coração e a mente vagueiam como fantasmas por universos reais e imaginários.
Os trabalhos são mais viajados que a criadora, que sustenta o sonho de um dia arrancar as raízes e partir para conhecer e desenhar o mundo.
No decorrer do seu percurso artístico tem realizado explorações no âmbito do desenho, da fotografia, da escultura, da medalhística, e mais recentemente da ilustração.
Marilisa é, por isso, habitada por diversos alteregos incumbidos cada um da sua tarefa.


untitled

ghost of me


(des)equilíbrio


meu coração não batas


female


para sempre


Marilisa Mesquita


_________________________________________________________________________________________________________________________________
 

_________________________________________________________________________________________________________________________________